A capa de um livro, com um olho no centro e abaixo escrito Visionvox

Sugeridos do mês



Sugeridos atualizado em 01/03/2019

Nessa página iremos mensalmente disponibilizar sugestões de leitura. Se você deseja sugerir algum livro que já tenha lido no Visionvox, ou algum livro que deseja nos enviar para que possamos disponibilizar nessa página, entre em contato.
Os livros estão em txt. Para salvar use a opção salvar como do seu navegador.

Vote no melhor sugerido do mês clicando aqui

Boa leitura!

Ivan Turgeniev Pais E Filhos (1862)
Sinopse:
No início da década de 1860, dois eventos transformaram significativamente a sociedade russa: o fim da servidão e a fundação do movimento Terra e Liberdade, organização secreta que lutava contra as autoridades e instituições oficiais. A abordagem desse contexto fez com que `Pais e filhos' despertasse uma das maiores fendas da história da literatura russa. O termo `niilistá se popularizou e Ivan Turguêniev foi acusado de ser responsável por atos criminosos cometidos por radicais influenciados por sua obra. Na trama, o jovem Arkádi Nikolaitch, acompanhado de seu amigo e mentor Bazárov, volta à propriedade de sua família após formar-se na universidade. Bazárov é um personagem singular: despreza qualquer autoridade, é antissocial e se autoproclama um niilista.

Fiódor Dostoiévski Crime e Castigo (1866)
Sinopse:
Publicado em 1866, `Crime e castigo' é a obra mais célebre de Fiódor Dostoiévski. Neste livro, Raskólnikov, um jovem estudante, pobre e desesperado, perambula pelas ruas de São Petersburgo até cometer um crime que tentará justificar por uma teoria: grandes homens, como César ou Napoleão, foram assassinos absolvidos pela História. Este ato desencadeia uma narrativa labiríntica que arrasta o leitor por becos, tabernas e pequenos cômodos, povoados de personagens que lutam para preservar sua dignidade contra as várias formas da tirania.

Ivan Goncharóv Oblómov (1877)
Sinopse:
Iliá Ilitch Oblómov é um rico senhor de terras que não sai do sofá e passa os dias admirando o teto e fazendo planos que nunca põe em prática. Embora tenha muitos e graves problemas, principalmente relativos à sua fazenda, ele não age, pois a simples ideia de deixar sua poltrona lhe causa angústia. Apesar de ser jovem, sua vida transcende entre uma refeição e outra, cochilos e algumas visitas ocasionais que trazem notícias do mundo, pelas quais Oblómov não demonstra interesse. Nem a paixão por Olga Sergueievna, que fez de tudo para ajudá-lo, foi capaz de arrancar Oblómov da inércia. Pela figura do protagonista, o autor quis retratar a elite russa às vésperas do fim da servidão.

Lev Tolstói A Morte de Ivan Ilitch (1886)
Sinopse:
Nesta novela, Tolstói narra a história de Ivan Ilitch, um juiz de instrução que, após alcançar uma vida confortável, descobre que tem uma grave doença. A partir daí, ele passa a refletir sobre o sentido de sua existência e percebe que poucos momentos que viveu realmente tiveram significado e que seu desempenho durante a vida foi superficial, tanto no trabalho quanto nas relações sociais. Preso ao leito, diante da morte iminente, o juiz tem a oportunidade de meditar sobre sua vida, algo que as preocupações corriqueiras o impediram de fazer antes. Ivan Ilitch quer morrer para dar um fim à dor, mas seu instinto de sobrevivência insiste em fazê-lo lutar pela sua vida.

Hermann Hesse Demian (1919)
Sinopse:
Emil Sinclair é um jovem criado por pais piedosos e religiosos. Apesar do amor que sente pela família, Sinclair se enxerga de maneira diferente e já não quer levar a vida da mesma maneira que seus pais. Atormentado pela falta de respostas às suas questões sobre a vida, ele faz amizade com Max Demian, um colega de classe precoce e carismático, que o ajuda em sua busca de respostas. Demian defende que o ser humano deve celebrar não apenas seu lado bom, mas também seus defeitos e instintos perversos. Influenciado pelo novo amigo, Sinclair começa a descobrir os perigos e prazeres da adolescência.

Robert Musil o Homem Sem Qualidades (1943)
Sinopse:
A história se passa em Viena, no fim do império Austro-húngaro, às vésperas da Primeira Guerra Mundial. A trama é centrada em Ulrich, um matemático de 32 anos que busca um sentido para a vida, mas acaba fracassando em seu intuito. Sua flexibilidade moral e indiferença ao mundo o transformaram em um homem sem qualidades. Por insistência do pai, Ulrich se envolve com a Ação Paralela, um grupo sob a liderança do Conde Leinsdorf, que estava preparando uma grande festa para comemorar os 70 anos do reinado no imperador Francisco José I. Por meio as relações de Ulrich, o romance aborda a decadência dos valores vigentes até o início do século 20.

Boris Pasternak Doutor Jivago (1957)
Sinopse:
O livro acompanha a história do médico e poeta Iúri Andréievitch Jivago e seu constante esforço de se colocar em consonância com a Revolução Russa. Apesar de suas tentativas, ele percebe que é impossível manter sua individualidade na nova era soviética. Mas, em tempos onde a simples aspiração a uma vida normal é desprovida de qualquer esperança, o amor de Jivago por Lara ganha contornos de um ato de resistência. Por causa do tom antissoviético, o livro não foi bem recebido nas esferas literárias e públicas da Rússia, sendo contrabandeado para o ocidente. Em 1958, Boris Pasternak foi premiado com o Nobel de Literatura, que foi forçado a recusar pelas autoridades soviéticas.

Mikhail Bulgakov O Mestre e Margarida (1967)
Sinopse:
O `Mestre e Margaridá, de Mikhail Bulgákov, é considerado um dos grandes romances do século 20. Situado na Moscou dos anos 1930, o livro narra as peripécias de satã na cidade acompanhado de um séquito infernal, composto por um gato falante e fanfarrão, um intérprete trapaceiro, uma bela bruxa e um capanga assustador. Seu caminho se cruzará com o dos amantes mestre e Margarida -- ele um escritor mal compreendido, autor de um romance sobre Pôncio Pilatos, ela uma das personagens mais fortes da literatura russa, que, qual Orfeu, fará de tudo para reencontrar seu amado desaparecido. História de amor e desejo, sátira do mundo das letras e das pequenas e grandes vaidades humanas, além de crítica ferina mas bem-humorada ao regime soviético.

Milan Kundera Risíveis Amores (2001)
Sinopse:
Um homem diz que crê em Deus para conquistar uma garota e acaba descobrindo as virtudes da devoção a um deus que ele sabe inexistente. Namorados fingem que não se conhecem, e aos poucos percebem como são, de fato, dois estranhos. Um mentiroso hábil brinca com as pessoas, mas elas são tão crédulas que ele perde o controle da situação. Nos sete contos de Risíveis amores, publicados pela primeira vez no Brasil em 2001 e agora em nova edição de bolso, Milan Kundera retira do amor e do sexo a seriedade que costuma recobri-los. As situações se desenvolvem a partir de um mal-entendido, de um jogo com o outro. A mentira — ou a a arte de iludir e ser iludido — está sempre em foco. Mas o engano, que se inicia pela brincadeira, revela como o autoengano governa todos os aspectos da vida. Não são apenas histórias de amor que fazem rir. São, também, histórias sobre tentativas de repor alguma verdade à experiência amorosa.

Joan Didion o Ano do Pensamento Mágico (2005)
Sinopse:
Joan Didion, uma das mais aclamadas escritoras e intelectuais americanas, narra o período de um ano que se seguiu à morte de seu marido, o também escritor John Gregory Dunne, e a longa doença de sua única filha. Uma história que falará alto a quem ama ou já amou alguém, com a profundidade que as grandes relações têm, sejam elas entre pais e filhos ou entre companheiros de uma vida. Este é um livro para todos os que já se perguntaram: E agora? O que fazer se a vida parece não ter mais sentido algum? É um livro sobre a superação e sobre a nossa necessidade de atravessar -- racionalmente ou não -- momentos em que tudo o que conhecíamos e amávamos deixa de existir.

Clique aqui para voltar para a página principal

2009-2019 Visionvox